A OMISSÃO DOS PRONOMES “ME” E “SE” DIANTE DE VERBOS PRONOMINAIS E REFLEXIVOS NA FALA DA COMUNIDADE DE CÁCERES-MT: UMA TENDÊNCIA REGIONAL

THE OMISSION OF THE PRONOUNS "ME" AND "IF" BEFORE PRONOUN AND REFLEXIVE VERBS IN THE SPEECH OF THE COMMUNITY OF CÁCERES-MT: A REGIONAL TREND

Resumo

Este artigo apresenta um estudo sobre uma particularidade do dialeto da comunidade de Cáceres-MT relativa ao uso dos pronomes “ME” e “SE”. Trata da tendência à omissão desses pronomes pelos nativos da comunidade diante de verbos pronominais e reflexivos. Desenvolvido sob os aportes da Sociolinguística Variacionista, o artigo enfatiza os fatores internos e externos ao sistema linguístico que se apresentam como condicionadores do fenômeno.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Graduada em Letras pela Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), especialista em Linguística pela Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), mestranda em Linguística pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT).

Referências

ALKMIM, T. Sociolinguística – Parte I. In: MUSSALIN & BENTES (orgs.) Introdução à Linguística: domínios e fronteiras. V. I São Paulo: Cortez, 2001.
BEARZOTI FILHO, Paulo. “Discutindo Língua Portuguesa”, l990, p. 43.
BIANO, Rosana de Aguiar. O uso da 1ª pessoa do singular do pretérito perfeito simples na fala do cacerense. Universidade do Estado de Mato Grosso. ( Monografia de Término de Curso) Cáceres. Mato Grosso,2008.
BISINOTO, Leila Salomão Jacob. Atitudes sociolinguísticas: efeitos do processo migratório. Campinas: Pontes, 2007.
CALVET, Louis-Jean. Sociolinguística: uma introdução crítica. Tradução Marcos Marcionilo. São Paulo: Parábola Editorial, 2002.
CAMACHO, R. G. Sociolinguística – Parte II. In. MUSSALIN & BENTES (orgs.): Introdução à Lingüística: domínios e fronteiras. V. I São Paulo: Cortez, 2001.
CÂMARA JR, J. M. Línguas Européias de Ultramar: o português do Brasil. In: Dispersos. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1970.
CAMARA, JR. J. M. História e estrutura portuguesa. 4. ed. Rio de Janeiro: Padrão, 1985.
COSERIU, Eugenio. Lições de linguística geral. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1980.
COUTO, Hildo. H. do. O que é português brasileiro. 6. ed., São Paulo: Brasiliense, 1991.
LABOV, W. Sociolinguistic Patterns. Philadelphia: University of Pennsylvania Press. 1975.
MACEDO, Jocineide Karim. A variação na concordância de gênero no falar da comunidade de Cáceres-MT. Universidade Estadual Paulista. (Dissertação de Mestrado), Araraquara. São Paulo, 2004
MARTINET, André. Mémoires d’un linguiste. Paris: Quai voltaire. 1993.
MATTOS E SILVA, R.V. O português são dois: novas fronteiras, velhos problemas. São Paulo: Parábola Editorial, 2004.
MENDES, Natalino Ferreira. A história de Cáceres. Tomo I, 1973.
MENDES, Natalino Ferreira. Efemérides cacerenses. Volume II. Brasília, 1992.
MENDES, Natalino Ferreira. Natalino Ferreira. A história de Cáceres. Cáceres, 2001.
MENDES, Natalino Ferreira. Natalino Ferreira. Efemérides cacerenses. Volume I. Brasília, 1992.
MOLLICA, M. C. & BRAGA (orgs). M. L. Introdução à sociolinguística: o tratamento da variação. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2004.
MONTEIRO, J. L. Para Compreender Labov. Petrópolis-RJ: Vozes, 2000.
NARO, A. J.; SCHERRE, M. M. P. (org.). Origens do português brasileiro. São Paulo: Parábola, 2007.
SACCONI, Luiz Antonio. Nossa Gramática:Teoria e prática, 8 ed. São Paulo: Atual, 1986.
SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de linguística geral. 27. ed. São Paulo: Cultrix, 2006.
SILVA NETO, S. História da língua portuguesa. 3. ed. Rio de Janeiro: Presença, 1979.
SILVA, G. M. de O.; SCHERRE, M. M. P. (orgs.) Padrões Sociolinguísticos: análise de fenômenos variáveis do português falado na cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro: Departamento de Linguística e Filologia, UFRJ, 1996.
SILVA, Mariza Pereira da. A dinâmica de um processo de mudança: variação entre [ã w] e [õ] em Mato Grosso. Universidade Federal do Rio de Janeiro. (Tese de Doutorado em Linguística), Rio de Janeiro. R J, 2005
SILVA, Mariza Pereira da. Um estudo de variação dialetal a alternância de [ã w] ~[ õ] final no português falado na cidade de Cáceres-MT. (Dissertação de Mestrado em Linguística), Campinas. São Paulo, 2000.
SILVA, Paulo Pitaluga Costa e; FERREIRA, João Carlos. Breve história de Mato Grosso e de seus municípios. Cuiabá, 1994.
TARALLO, F. A pesquisa sociolinguística. 7 ed. São Paulo: Ática, 2002.
Publicado
2022-03-15
Como Citar
LEITE, Nadir da Conceição Figueiredo. A OMISSÃO DOS PRONOMES “ME” E “SE” DIANTE DE VERBOS PRONOMINAIS E REFLEXIVOS NA FALA DA COMUNIDADE DE CÁCERES-MT: UMA TENDÊNCIA REGIONAL. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 12, n. 34, p. 1 - 25, mar. 2022. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/462>. Acesso em: 29 jun. 2022. doi: https://doi.org/10.48211/sociodialeto.v12i34.462.