A CULTURA E A LINGUAGEM NO APAGAMENTO DAS FRONTEIRAS: O ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA PARA IMIGRANTES NO BRASIL

Resumo

O contexto da Linguística Aplicada tem desenvolvido pesquisas no sentido de entender e abrir caminhos para facilitar as interações promovidas pelas diferentes línguas que se convergem no território brasileiro, principalmente nos últimos anos, quando passa a receber imigrantes e refugiados, muitos deslocados dos continentes asiático e africano, os quais, quando chegam ao nosso país, na maioria das vezes, se encontram em situações de grande vulnerabilidade. A partir dessa realidade, procuramos promover reflexões sobre o alargamento de fronteiras por meio da cultura, da linguagem e da promoção de um ensino de língua portuguesa com base no Letramento Crítico e nos gêneros discursivos, que integre o refugiado na sociedade. Para abordar o conceito de cultura e sua relação com fronteiras, pautamo-nos em Bakhtin (2010[1929]), Medviedev (2012[1926]), Machado (2013), dentre outros; para refletir sobre o poder da linguagem no apagamento de fronteiras, pautamo-nos, mais especificamente, em Bakhtin/Volochinov (2004[1929]); e, finalmente, para pensar sobre um ensino de língua portuguesa a partir do viés do Letramento Crítico, da Pedagogia Crítica e dos gêneros discursivos, recorremos a Bakhtin (2003[1979]), Freire (2004[1996]), Matos e Valerio (2010), Fogaça et al. (2017), dentre outros. Como resultado, almejamos provocar reflexões sobre um tema que contemporaneamente tem instigado pesquisas, principalmente no sentido de criar políticas linguísticas e educacionais capazes de integrar, com maior humanidade, os imigrantes em situação de vulnerabilidade, na sociedade brasileira.


ABSTRACT: Researches have been developed in Applied Linguistics context to understand and open ways to ease interactions promoted by the different languages that converge in Brazilian territory which received many immigrants and refugees in the recent years. The immigrants mainly come from Asian and African continents and often arrive in our country in great vulnerability.  From this reality, we seek to promote reflections in this text on the expansion of borders through culture, language and the promotion of a Portuguese language teaching based on Critical Literacy, Critical Pedagogy and discursive genres that integrate the immigrant into society. In order to approach the concept of culture and its relation with borders, we are guided by Bakhtin (2010 [1929]), Medviedev (2012 [1926]), Machado (2013), among others; to reflect on the power of language in the erasure of frontiers, we are more specific guided by Bakhtin / Volochinov (2004 [1929]); and finally, to think about a Portuguese language teaching from the bias of Critical Literacy, Critical Pedagogy and discursive genres, we resort to Bakhtin (2003 [1979]), Freire (2004 [1996]), Matos and Valerio 2010), Fogaça et al. (2017), among others. As a result, we aim to provoke reflections on a theme that has at the same time instigated research, mainly in the sense of creating linguistic and educational policies capable of integrating immigrants with greater humanity into Brazilian society.


KEYWORDS: Culture; Language; Critical Literature; Discursive Genres.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Graduada em Letras Português Inglês pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE (2000), Graduada em Letras Libras pela Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD (2017), Mestrado em Letras - Linguagem e Sociedade pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2006), com linha de pesquisa linguagem e ensino, Título da dissertação: A representação dos ouvintes no desenvolvimento do estudante surdo e as implicações na/pela linguagem. Doutoranda do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em letras, área de concentração linguagem e sociedade, pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Atualmente é docente do Ensino Superior da FAG - Faculdade Assis Gurgacz, nas disciplinas de Língua Portuguesa, Libras, Inglês instrumental, Educação Inclusiva e Estágio Supervisionado de Língua Portuguesa e Libras. Professora da Rede Estadual de Ensino, na disciplina de Língua Portuguesa.

##submission.authorWithAffiliation##

  Docente do Programa de Pós-Graduação em Letras – mestrado e doutorado – da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE.

Publicado
2020-08-12
Como Citar
MOURA, Maria Lourdes de; COSTA-HÜBES, Terezinha da Conceição. A CULTURA E A LINGUAGEM NO APAGAMENTO DAS FRONTEIRAS: O ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA PARA IMIGRANTES NO BRASIL. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 10, n. 29, p. 141 - 155, ago. 2020. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/322>. Acesso em: 02 dez. 2020.