VARIAÇÃO LINGUÍSTICA: UMA PROPOSTA PARA REFLEXÃO SOBRE O TEMA AOS DISCENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

  • Gilberto Antonio Peres SEE-MG
  • Simone Azevedo Floripi UFTPR/PROFLETRAS UFU

Resumo

Este trabalho apresenta uma possibilidade de reflexão sobre o fenômeno da variação linguística pelos discentes dos anos finais o ensino fundamental, no espaço escolar. Nossa intenção é levar os alunos a perceberem que o uso da língua envolve também questões sociais e que, a partir do momento em que reconhecem a existência de fatores condicionadores da variação linguística, eles se tornam capazes de incorporar em sua visão de mundo vivências de momentos de interação social. Inicialmente, expusemos sobre como documentos oficiais brasileiros atuais, como os Parâmetro Curriculares Nacionais (BRASIL, 1998) e a Base Nacional Comum Curricular (BRASIL, 2017),    abordam essa questão. Para enfocar a questão sociolinguística, fundamentamo-nos em Bortoni-Ricardo (2005), Faraco (2009, 2015), Bagno (2007, 2013), Cyranka (2015, 2016),  Possenti (2012), Scherre (2008). As atividades para propiciar a reflexão são apresentadas por meio de exemplares do gênero discursivo tiras, com personagens da Turma do Xaxado, de Antônio Cedraz, cujos temas são exemplos práticos e que favorecem uma abordagem sociolinguística. Apresentamos a análise das respostas dos discentes que evidenciou a necessidade de os profissionais docentes promoverem  o debate acerca da variação linguística no espaço escolar a fim de que os alunos compreendam a língua como um fenômeno heterogêneo e pratiquem também o respeito à diversidade linguística.


ABSTRACT: This work presents a possibility of reflection on the phenomenon of linguistic variation by students from the final years of elementary school, in the school space. Our intention is to make students realize that the use of language also involves social issues and once they recognize the existence of factors that condition linguistic variation, they become able to incorporate experiences of moments into their worldview of social interaction. Initially, we discussed how current Brazilian official documents, such as the National Curriculum Parameters (BRASIL, 1998) and the National Common Curricular Base (BRASIL, 2017), address this issue. To focus on the sociolinguistic issue, we based on Bortoni-Ricardo (2005), Faraco (2009, 2015), Bagno (2007, 2013), Cyranka (2015, 2016), Possenti (2012), Scherre (2008). The activities to promote reflection are presented by means of copies of the discursive genre, with characters from Antônio Cedraz's Turma do Xaxado, whose themes are practical examples, which favor a sociolinguistic approach. We present the analysis of the responses of the students that evidenced the need for the teaching professionals to promote the debate about linguistic variation in the school space in order that students understand the language as a heterogeneous phenomenon and also practice respect for linguistic diversity.


KEYWORDS: Teaching. Portuguese language. Linguistic variation. Reflection.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Professora Doutora do Curso de Letras da Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UFTPR/Curitiba) e Professora Permanente do Programa de Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Publicado
2020-07-30
Como Citar
PERES, Gilberto Antonio; FLORIPI, Simone Azevedo. VARIAÇÃO LINGUÍSTICA: UMA PROPOSTA PARA REFLEXÃO SOBRE O TEMA AOS DISCENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 11, n. 31, p. 208 - 228, jul. 2020. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/306>. Acesso em: 19 set. 2020.