ANÁLISE DE LIVROS DIDÁTICOS DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA DE ACOLHIMENTO: UM ESTUDO DAS VARIAÇÕES LINGUÍSTICAS E SOCIOCULTURAIS

  • Camila Solino Rodrigues UNIFESSPA
  • Eliane Pereira Machado Soares UNIFESSPA

Resumo

Os estudos sociolinguísticos têm contribuído significativamente para o desenvolvimento da consciência crítica dos docentes acerca dos processos de ensino/aprendizagem de línguas, principalmente no que diz respeito à inclusão das variações linguísticas em materiais didáticos e à necessidade de se discutir abordagens linguístico-discursivas de normas e situações que geram preconceitos linguísticos. O presente trabalho que trata desse tema é um recorte de uma pesquisa de mestrado em desenvolvimento, junto à Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa). O suporte teórico da pesquisa está pautado em estudos de Bortoni-Ricardo (2005), Faraco (2011), Camacho (2011), Carvalho (2004) dentre outros. Para composição do corpus foram selecionados livros didáticos voltados para o ensino/aprendizagem de Português como Língua Estrangeira (PLE). Nessa perspectiva, figura-se como objetivo principal a análise crítica e comparativa dos livros Pode Entrar (OLIVEIRA, 2015) e Diga trinta e três... em português! (BRASIL, 2017), observando-se como são abordadas as variações linguísticas e socioculturais. Destarte, pretende-se analisar como os autores conjugaram-nas aos objetivos dos cursos, estrutura das atividades e a composição temática dos livros. Os resultados apontam que esses materiais didáticos abordam variações linguísticas e socioculturais, apesar de evidenciarem a necessidade de aperfeiçoamento de atividades que envolvem contextos reais da língua em uso que favorecem o desenvolvimento da competência comunicativa e das interações sociais dos aprendizes da língua.


ABSTRACT: Sociolinguistic studies have contributed significantly to the development of teachers' critical awareness of language teaching/learning processes, especially regarding the inclusion of linguistic variations in didactic materials and the need to discuss linguistic-discursive approaches to norms and situations that generate linguistic prejudices. The following work that addresses this theme is an excerpt from a master's research in development in the Federal University of the South and Southeast of Pará (Unifesspa). The research theoretical support is based on studies by Bortoni-Ricardo (2005), Faraco (2011), Camacho (2011), Carvalho (2004) among others. Didactic books for teaching/learning Portuguese as a Foreign Language (PLE) were selected to compose the corpus. From this perspective, the main objective is the critical and comparative analysis of the books Pode Entrar (OLIVEIRA, 2015) and Diga trinta e três... em português! (BRASIL, 2017), observing how linguistic and socio-cultural variations are approached. Thus, it is intended to analyze how the authors combined them to the course objectives, activities structure and the books thematic composition. Results show that these teaching materials address linguistic and socio-cultural variations, despite showing the need to improve activities that involve language in real contexts of use that favor the communicative competence development and social interactions of language learners.


KEYWORDS: Linguistic variation; Portuguese as a Foreign Language; Teaching/Learning; Didactic Materials.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Letras: Linguagem e Sociedade pelo Programa de Pós-Graduação em Letras – POSLET, do ILLA/UNIFESSPA.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Linguística pela Universidade Federal do Ceará (2008). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal do Sul e Sudeste Pará. Tem experiência na área de Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: fonética e fonologia; variação linguística; leitura; ensino-aprendizagem de língua materna; educação escolar indígena; léxico e literatura regional.

Publicado
2020-07-31
Como Citar
RODRIGUES, Camila Solino; SOARES, Eliane Pereira Machado. ANÁLISE DE LIVROS DIDÁTICOS DE PORTUGUÊS COMO LÍNGUA DE ACOLHIMENTO: UM ESTUDO DAS VARIAÇÕES LINGUÍSTICAS E SOCIOCULTURAIS. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 11, n. 31, p. 253 - 271, jul. 2020. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/287>. Acesso em: 03 ago. 2020.