ANSEIOS, VONTADES E INQUIETAÇÕES ACERCA DA MANUTENÇÃO DA LÍNGUA MATERNA DOS MANOKI/IRANTXE: UMA ANÁLISE SOCIOLINGUÍSTICA

  • Goncalina Maria Jesus Santos PPGEL-UFMT
  • Adriana do Carmo Ribeiro de Souza Cruz PPGEL-UFMT
  • Áurea Cavalcante Santana UFMT

Resumo

Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise sociolinguística sobre as declarações proferidas, em uma entrevista, por seis indígenas que vivem na comunidade Manoki/Irantxe, da aldeia indígena Caititu, na Terra Indígena de Tirecatinga, no município de Sapezal, no estado de Mato Grosso. Através dos dados coletados, este estudo versa por observar o comportamento linguístico dos índios refletidos por meios dosanseios, vontades e inquietações, que eles apresentaram em suas respostas, para assim, buscar formas de valorizar a identidade linguística dessa comunidade. Como procedimento metodológico, adotamos teorias dos estudiosos da Sociolinguística tais como Franceschini (2011), Labov (2008), Silva (2001), dentre outros, que abordam a relação entre as línguas indígenas e o português, e como esta última pode afetar o discurso dos índios.  Pretende-se, então, fornecer um olhar introdutório a respeito de como a Sociolinguística observa e analisa a relação entre as línguas indígenas e o ensino de português, como segunda língua, para os índios. Observamos que os índios entrevistados que apresentaram, inicialmente, sentimentos contraditórios sobre a própria língua, no final acabam por entender que o processo de aprendizagem do português, língua oficial do Brasil que para eles é uma segunda língua, significa que eles devem aprender o português sem desvalorizar suas línguas maternas.


ABSTRACT: In this paper aims to do a sociolinguistics analysis about the statements made in an interview by six residents indigenous people that live in the Manoki/Irantxe community, indian village Caititu, Terra Indígena de Tirecatinga, in Sapezal city, Mato Grosso state. Through the collected data, this work search for observing the indian linguistic behaviors reflected by their anxieties, desires and concerns, that they presented in their answers for that seek ways to value this community linguistic identity. As a methodological procedure, we adopt the theories the Sociolinguistics Scholars such as Franceschini (2011), Labov (2008), Silva (2001), among others, that analyse the relationship between the indigenous languages and the Portuguese, as second language, and how the last one can affect the indigenous discourses. Then, we intended giving an introductory point of view about how the Sociolinguistics observe and analyze the relationship between the indigenous language and the Portuguese teaching, as second language, for the Indians. We observe that interviewed Indians that shows, firstly, contradictory feelings about their own language, at last, they end up understanding the Portuguese learning process, Brazil official language for they is a second language, means that they may learn Portuguese without devalue their own mother tongues.


KEYWORDS: sociolinguistics, linguistic identity, mother tongue.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Estudos da Linguagem pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal de Mato Grosso (PPGEL/UFMT). Membro do grupo de pesquisa Estudos, Descrição e Documentação de Línguas Indígenas (GEDDELI).

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Estudos da Linguagem pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal de Mato Grosso (PPGEL/UFMT). Membro do grupo de pesquisa Estudos, Descrição e Documentação de Línguas Indígenas (GEDDELI).

##submission.authorWithAffiliation##

 Pesquisadora Associada e Professora do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal de Mato Grosso (PPGEL/UFMT). Coordenadora do grupo de pesquisa Estudos, Descrição e Documentação de Línguas Indígenas (GEDDELI).

Publicado
2020-07-18
Como Citar
SANTOS, Goncalina Maria Jesus; CRUZ, Adriana do Carmo Ribeiro de Souza; SANTANA, Áurea Cavalcante. ANSEIOS, VONTADES E INQUIETAÇÕES ACERCA DA MANUTENÇÃO DA LÍNGUA MATERNA DOS MANOKI/IRANTXE: UMA ANÁLISE SOCIOLINGUÍSTICA. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 10, n. 30 SER.1, p. 104 - 114, jul. 2020. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/280>. Acesso em: 27 nov. 2020.