O QUE FAZEM AMAZONENSES E PARAENSES COM PALAVRAS ESDRÚXULAS?

  • Ana Paula Tavares Magno PPGL-UFPA
  • Marilucia Barros de Oliveira UFPA

Resumo

O presente artigo trata da realização variável de proparoxítonas no português brasileiro, mais especificamente do fenômeno de redução ocorrido nesses vocábulos. O trabalho segue a orientação da Geossociolinguística (RAZKY, 1998) e analisa um corpus que integra o banco de dados do projeto Atlas Linguístico do Brasil. O estudo é um recorte de uma pesquisa maior, ainda em andamento, acerca do referido fenômeno nas capitais e não capitais da região Norte do Brasil. A amostra utilizada restringe-se aos dados recolhidos em dois estados da região, quais sejam: Amazonas e Pará, incluindo-se as capitais e não capitais, e é composta por 72 falantes estratificados em sexo (masculino; feminino), faixa etária (18-30; 50-65) e escolaridade (ensino fundamental; ensino superior). Ao todo, foram avaliados 839 dados. Apresentaremos os resultados referentes a três grupos de fatores externos. Os resultados revelam que a redução de proparoxítonas apresenta baixa produtividade nos falares estudados e que os fatores externos exercem influência sobre seu uso.


ABSTRACT: this article deals with the variable realization of proparoxytones in brazilian portuguese, more specifically the phenomenon of reduction that occurred in these words. The work follows the orientation of Geosociolinguistics (RAZKY, 1998) and analyzes a corpus that integrates the database of the Linguistic Atlas of Brazil project. The study is a clipping of a larger research, still in progress, about the referred phenomenon in the capitals and non capitals of the Northern region of Brazil. The sample used is restricted to data collected in two states in the region, namely: Amazonas and Pará, including capitals and non capitals, and is composed of 72 speakers stratified by sex (male; female), age group (18 -30; 50-65) and education (elementary education; higher education). In all, 839 data were evaluated. We will present the results for three groups of factors external. The results reveal that the reduction of proparoxytons has low productivity in the studied speeches and that the external factors influence its use.


KEYWORDS: Proparoxytones. Geosociolinguistics. Linguistic Atlas of Brazil.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Estudos Linguísticos pelo Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Bolsista CAPES.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Linguística. Professora da Faculdade de Letras (FALE) e do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Publicado
2020-07-28
Como Citar
MAGNO, Ana Paula Tavares; OLIVEIRA, Marilucia Barros de. O QUE FAZEM AMAZONENSES E PARAENSES COM PALAVRAS ESDRÚXULAS?. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 10, n. 30 SER.2, p. 77 - 95, jul. 2020. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/272>. Acesso em: 26 nov. 2020.