ENTRE RAIOS E CORISCOS: ESTUDO GEOLINGUÍSTICO EM MINAS GERAIS NOS DADOS DO ALiB E DO EALMG

  • Valter Pereira Romano UFSC
  • Juliana Aparecida Cruz UFLA

Resumo

Este texto apresenta uma discussão acerca da variação lexical no Estado de Minas Gerais pautando-se em dados geolinguísticos documentados no corpus do Projeto Atlas Linguístico do Brasil -   ALiB e nas cartas do  Esboço de um Atlas Linguístico de Minas Gerais  - EALMG (RIBEIRO et al. 1977). São estudados os designativos que recobrem os conceitos para três questões do Questionário Semântico-Lexical do ALiB (COMITE NACIONAL DO PROJETO ALiB, 2001), a saber: relâmpago (QSL 8), raio (QSL 9) e trovão (QSL 10,) registrados na fala de 92 informantes urbanos de 23 cidades mineiras. As variantes elicitadas no corpus do ALiB são comparadas com as que se encontram nas cartas 16 e 18 do EALMG, atlas rural. O objetivo deste texto é discutir a variação e a mudança linguística na fala mineira e a divisão dos falares de Minas Gerais proposta por Zágari (2005 [1998]). O estudo revelou que há diferenças na variação lexical considerando ambos os atlas, sobretudo, nos que tange ao uso do vocábulo corisco para denominar o raio, havendo uma mudança em progresso quase concluída, dado o perfil dos informantes e a distribuição diatópica do item. Quanto à divisão dialetal do território, os dados não confirmam a tripartição de Zágari (2005 [1998]), considerando os corpora analisados.


ABSTRACT: This article sets out a discussion about lexical variation in the State of Minas Gerais based on geolinguistic data, which are documented in the corpus of the Atlas Linguistic Project of Brazil – AliB and in the letters of the Outline of a Linguistic Atlas of Minas Gerais – EALMG (RIBEIRO et al. 1977). Designations covering concepts for three questions from the ALiB Semantic-Lexical Questionnaire are studied (ALiB PROJECT NATIONAL COMMITTEE, 2001), namely, lightning (SLQ 8), thunderbolt (SLQ 9) and thunder (SLQ 10,) recorded from 92 urban informants speeches from 23 cities in Minas Gerais. Variants  elicited from the ALiB corpus are compared with those found in letters 16 and 18 of the EALMG, rural atlas. This article aims to discuss the linguistic variation and change in Minas Gerais speech and Minas Gerais speech division proposed by Zágari (2005 [1998]). The study revealed that there are differences in lexical variation considering both atlases, especially regarding the use of the word spark to name the word thunderbolt, there is a change in progress almost completed, given the informants profile and the diatopic distribution of the item. As for the dialectal division of the territory, data do not confirm the tripartition of Zágari (2005 [1998]), considering the analyzed corpora.


KEY WORDS: Lexical variation. Atmospheric phenomena. Linguistic atlases. Minas Gerais.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professor no Departamento de Língua e Literatura Vernáculas e no Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Doutor em Estudos da Linguagem (UEL). Pesquisador do Atlas Linguístico do Brasil.

##submission.authorWithAffiliation##

Graduanda do curso de Letras da UFLA.

Publicado
2020-07-23
Como Citar
ROMANO, Valter Pereira; CRUZ, Juliana Aparecida. ENTRE RAIOS E CORISCOS: ESTUDO GEOLINGUÍSTICO EM MINAS GERAIS NOS DADOS DO ALiB E DO EALMG. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 10, n. 30 SER.1, p. 274 - 300, jul. 2020. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/257>. Acesso em: 27 nov. 2020.