ASPECTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS DA SOCIOLINGUÍSTICA VARIACIONISTA: REFLEXÕES E PROXIMIDADES COM A ETNOGRAFIA

  • Vinicius da Silva Vieira UECE
  • Aluiza Alves de Araújo UECE

Resumo

No escopo da Linguística Aplicada, encaixam-se as pesquisas que defendem e investigam a estreita relação entre língua(gem) e sociedade, ou seja, os estudos pertencentes ao campo científico da Sociolinguística Variacionista, que teorizam e comprovam metodologicamente que fatores sociais interferem diretamente nos processos de variação e mudança nas estruturas da língua. Além disso, a importância desse campo da Linguística Aplicada deve-se ao fato de ele fornecer aos sujeitos falantes uma maior capacidade de refletir sobre a língua que usam, dando-se conta dela como um sistema dinâmico, concreto e heterogêneo. Dada essa relevância da Sociolinguística Variacionista, o presente artigo tem por objetivo descrever e refletir sobre o seu modelo teórico-metodológico. Pôde-se concluir que a metodologia na Sociolinguística Variacionista tem, sobretudo, um viés próprio, devido os passos procedimentais serem altamente direcionados. Não obstante esse caráter peculiar, é possível identificar traços metodológicos da etnografia nas pesquisas sociolinguísticas, de forma pontual nas realizadas em comunidades de fala e de forma mais efetiva nas que escolhem fazer investigação em comunidades de prática.


ABSTRACT: In the scope of Applied Linguistics, the research that defends and investigates the close relationship between language and society, that is, studies belonging to the scientific field of Sociolinguistic Variationist, which theorize and prove methodologically that social factors directly interfere in the processes of variation and change in the structures of the tongue. Moreover, the importance of this field of Applied Linguistics is due to the fact that it provides the talking subjects with a greater ability to reflect on the language they use, realizing it as a dynamic, concrete and heterogeneous system. Given this relevance of The Variationist Sociolinguistics, this article aims to describe and reflect on its theoretical-methodological model. It was concluded that the methodology in Sociolinguistic Variationist has, above all, its own bias, due to the procedural steps being highly directed. Despite this peculiar character, it is possible to identify methodological traits of ethnography in sociolinguistic research, punctually in those performed in speech communities and more effectively in those who choose to do research in communities of practice.


KEYWORDS: Sociolinguistic Variationist. Linguistic variation. Linguistic change. Ethnography.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestrando do Programa de Pós Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Estadual do Ceará (POSLA/UECE).  É religioso consagrado do Instituto Filhos e Filhas da Misericórdia de Jesus Savador (Fortaleza-CE)

##submission.authorWithAffiliation##

Professora Doutora Efetiva no Curso de Letras e no Programa de Pós Graduação em Linguística Aplicada (POSLA) da Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Publicado
2020-07-18
Como Citar
VIEIRA, Vinicius da Silva; ARAÚJO, Aluiza Alves de. ASPECTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS DA SOCIOLINGUÍSTICA VARIACIONISTA: REFLEXÕES E PROXIMIDADES COM A ETNOGRAFIA. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 10, n. 30 SER.1, p. 139 - 154, jul. 2020. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/241>. Acesso em: 27 nov. 2020.