CONTATOS DE LÍNGUAS E LÍNGUAS DE CONTATO EM POLÍTICAS LINGUÍSTICAS

  • Paulo Jeferson Pilar Araújo Universidade Federal de Roraima
  • Joel Nascimento dos Santos Universidade Federal de Roraima

Resumo

Os fenômenos de contato linguístico figuram transversalmente nos compêndios acadêmicos voltados à Política Linguística como campo disciplinar. Desde os clássicos estudos de Weinreich (1953), a Linguística do Contato, também como área disciplinar, tem se consolidado nos últimos anos contribuindo sobremaneira com as discussões e debates sobre bilinguismo, educação, diversidade linguística, etc. Apesar de temas comuns de interesse, as duas áreas raramente aparecem inter-relacionadas, sobretudo em questionamentos teóricos ou refinamentos descritivos. Este trabalho busca apontar para essa lacuna trazendo algumas reflexões sobre o caráter de mão dupla que a intersecção entre questões de contato linguístico e políticas linguísticas podem oferecer, tomando como ponto de discussão as categorias de línguas elencadas no Inventário Nacional da Diversidade Linguística-INDL (IPHAN, 2016), como casos ilustrativos de como o tratamento de fenômenos de contato da Linguística do Contato podem e devem perpassar por questões e questionamentos de teorização da Política Linguística.

Publicado
2019-04-09
Como Citar
ARAÚJO, Paulo Jeferson Pilar; SANTOS, Joel Nascimento dos. CONTATOS DE LÍNGUAS E LÍNGUAS DE CONTATO EM POLÍTICAS LINGUÍSTICAS. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 9, n. 26, p. 144 - 162, abr. 2019. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/156>. Acesso em: 14 abr. 2021.