A A RELEVÂNCIA SOCIAL DAS PESQUISAS EM ATITUDES

  • Fernanda de Souza Pedroso Campelo UNEMAT

Resumo

Este artigo, inscrito na Sociolinguística, teoriza atitudes linguísticas e, apresenta alguns trabalhos desenvolvidos no Brasil nessa área. Nessa perspectiva, além de expor o arrimo teórico que sustenta as pesquisas em atitudes, sintetizamos algumas pesquisas realizadas no Brasil que se inscrevem nesse campo. Dialogamos, ao longo do estudo, com teóricos como Lambert (1975) e Labov (2008). Distinguimos atitudes de crenças e, caracterizamos as atitudes em mentalistas, behavioristas e comportamentalistas. Destacamos a influência das atitudes nos usos linguísticos dos sujeitos, uma vez que os trabalhos que ora resenhamos, revelam que as escolhas linguísticas dos falantes correspondem às atitudes perante a comunidade e, as suas variedades linguísticas. Dessa forma, argumentamos a relevância dos estudos em atitudes no sentido de que é importante saber como as pessoas julgam as variedades linguísticas empregadas na sociedade, pois as atitudes propiciam a erradicação ou a permanência dos falares. Destarte, ansiamos que este artigo, de caráter teórico, possa contribuir para o desenvolvimento de pesquisas sobre atitudes.

Publicado
2019-04-08
Como Citar
CAMPELO, Fernanda de Souza Pedroso. A A RELEVÂNCIA SOCIAL DAS PESQUISAS EM ATITUDES. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 9, n. 26, p. 13 - 47, abr. 2019. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/143>. Acesso em: 14 abr. 2021.