O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA SURDOS

LEITURA E ESCRITA A PARTIR DE UMA PROPOSTA DIFERENCIADA

Resumo

A Língua Portuguesa, no Brasil, é legalmente reconhecida como segunda língua do sujeito surdo – Lei 10.436/02 e Decreto nº 5.626/05. Apesar de, também ser assim compreendida pelas escolas bilíngues e por algumas inclusivas, na prática não há um método que norteie esse ensino, em específico quando se pensa na leitura e na produção textual, atividades essenciais para a formação de alunos críticos e reflexivos, atributos cada vez mais solicitados pela sociedade. Desse modo, para ensinar os surdos a ler e escrever, geralmente, toma-se como base a oralidade ou o princípio do som, como fazem as crianças ouvintes. Contudo, os resultados mostram que esse não seria o caminho mais adequado (QUADROS, 1995, 2006). Nesse sentido, a intenção desse artigo é discutir sobre um método que pode colaborar na mediação da leitura e da produção de textos da Língua Portuguesa (L2), para o estudante surdo. Este método consiste no procedimento de tradução e interpretação de texto do português para Libras, e vice-versa. Para efeito de sondagem, foi selecionado recorte de texto produzido por estudante surdo da educação básica, a partir do projeto de extensão que envolve o ensino de Língua Portuguesa para surdos, da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. O referido trabalho, portanto, constitui-se em uma pesquisa empírica qualitativa, com um viés interpretativo, organizado por uma metodologia etnográfica. A partir da análise realizada, foi possível constatar que, ao longo da proposta de tradução para a produção da escrita e também de uma leitura mais interpretativa, houve avanços significativos em relação ao desenvolvimento linguístico do aluno surdo.  Esse avanço passou ser a mola propulsora para esse indivíduo superar as dificuldades em organizar o pensamento na L2 e avançar nos estágios da interlíngua.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutoranda (2015) pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Letras, na área de concentração Linguagem e Sociedade, da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), na linha de pesquisa dos estudos da linguagem: descrição dos fenômenos linguísticos, culturais, discursivos e de diversidade, com pesquisa voltada para a descrição da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), com Doutorado Sanduíche na Universidade de Vigo (Uvigo), Espanha. Integra o grupo de pesquisa "PORLIBRAS: proposta de uma interlíngua para implementação de um sistema bilíngue de tradução automática Português-Libras" desde 2013. Também compõe o grupo de pesquisa "Gramática, Discurso e Sociedade (GRADES)" da Uvigo (2017). Participa do projeto de extensão "Língua Portuguesa para os surdos: o bilinguismo em evidência" (2015). Mestra em Letras (2012), também pela Unioeste, na linha de pesquisa dos processos lexicais, retóricos e argumentativos, com graduação em Letras pela referida Universidade (2008).

##submission.authorWithAffiliation##

Graduado em Letras, habilitação em Língua Brasileira de Sinais / Libras - UFSC e Licenciado em Filosofia - UNIOESTE. Especialização em Educação Especial: Atendimento às Necessidades Especiais. Atualmente docente na UFPR. Experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Especial, atuando principalmente em temáticas referentes a tradutores e intérpretes de Libras, Surdos e pesquisas relacionadas à Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS. As pesquisas são relacionadas as questões linguísticas da Libras, tradução e interpretação da Língua Portuguesa para Libras e vice versa, Educação de Surdos. Pesquisador no GEPEFOP - Grupo de Estudo e Pesquisas em Formação de Professores na linha de pesquisa: Ensino-Aprendizagem da LIBRAS - UNIOESTE -Campus Marechal Cândido Rondon. Membro do Grupo de estudos/pesquisas PORLIBRAS vinculado ao Grupos de Inteligência Aplicada - UNIOESTE/CNPq. Atualmente pesquisando “O papel dos Classificadores em Libras e os Contextos Linguísticos de suas Realizações”. Pesquisa vinculada ao PORLIBRAS.

Publicado
2019-04-09
Como Citar
MARTINS, TANIA APARECIDA; REIS, Leidiani da Silva; PINHEIRO, Valdenir de Souza. O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA SURDOS. Web Revista SOCIODIALETO, [S.l.], v. 9, n. 26, p. 303 - 323, abr. 2019. ISSN 2178-1486. Disponível em: <http://sociodialeto.com.br/index.php/sociodialeto/article/view/129>. Acesso em: 14 abr. 2021.